Projeto de vida

Temos como objetivo de vida ajudar a construir um “Núcleo Autônomo de Partilha de Saberes Populares de Práticas e Ofícios Tradicionais para Autossuficiência e Desenvolvimento Humano”.

Esse objetivo pode ser realizado em pouco tempo ou em muitas décadas o importante é plantar a semente, encontrar e somar outras pessoas com a mesma ideia e vontade. Não precisa ser centralizado, acontecer num lugar só, não precisa ser encabeçado por uma pessoa ou grupo, muito pelo contrário deve ser ampliado para o maior número de pessoas, deve ser realizado no maior número de lugares possível e deve envolver cada vez mais pessoas, isso amplia nosso poder, nossa capacidade e nosso conhecimento.

“Nenhum indivíduo isolado ou sistema de pensamento tem o monopólio sobre toda a sabedoria disponível no mundo. Nossa força vem do reconhecimentos de nossa necessidade uns dos outros.” *

Nossa viagem também tem o objetivo de buscar, reconhecer e divulgar a importância desses saberes populares, quando alienados da autonomia que esse conhecimento nos traz nos tornamos dependentes e escravos de um sistema cruel.

Durante a viagem esperamos conseguir documentar parte desse conhecimento e ir construindo no site e posteriormente publicar na forma escrita um livro com essas documentação. Não esperamos ser autores do livro e sim coautores com todos aqueles que nas suas atividades diárias contribuem para a construção desse importante conhecimento.

Todo o material, produzido e disponibilizado será feito com licença Creative Commons. Permitindo todos copiarem, distribuírem e modificarem da forma que lhes for conveniente só não sendo permitido que outros clamem como seu conhecimento particular transformando-os em propriedade.

O conhecimento não pode e não deve ser propriedade de ninguém, todo conhecimento só surge em função de outro, que veio de outro, que veio de outro, aprendemos a brincar, andar, pensar, criar, transformar e melhorar com a interação com o outro, com os pensamentos do outro, com a experiência da vida.

Esperamos ser uma sementinha de rebeldia e resistência contra a cultura implementada da competição e do medo. Espalhando amor e a cultura da cooperação.

* Na casa da lua – Resgatando o espírito feminino da cura. Jason Elias e Katherine Ketcham.